Publicado em Seriados

Spoileando


Com um pequeno atraso já que a série estreou na semana passada, eis um trechinho do que escrevi sobre ‘Agora Sim’, primeira sitcom brasileira produzida pela Sony.

“Os publicitários têm servido como bons objetos de inspiração no meio audiovisual ultimamente. ‘Mad Men’, série ambientada em uma agência de sucesso na Nova Iorque nos anos 60, é um sucesso mundial de crítica e público. Já em termos ‘locais’, a novela ‘Sangue Bom’ tem explorado bastante o universo com suas Class e Crash Mídia. Pois o Canal Sony estreia nesta quinta-feira o seriado ‘Agora Sim’, primeira sitcom brasileira produzida por eles e que mostra a rotina de uma agência pequena e caótica.”

Para ler tudo e, ainda melhor, assistir às entrevistas que fiz em vídeo com alguns dos atores principais, é só passar lá no Spoiler. 

Lá você também encontrará um texto sobre ‘Hostages’, nova série da Warner com Toni Colltte.

Anúncios
Publicado em Seriados

O marketing e a profissão mais antiga do mundo

O NegócioNeste domingo estreia na HBO a série ‘O Negócio’, produção nacional do canal a cabo que abordará as estratégias de marketing usadas por prostitutas que querem se livrar dos cafetões e conquistar uma independência profissional. Afinal, fora a parte dos cafetões, não é isso o que todo trabalhador almeja? Subir na carreira, ganhar mais e não se submeter à exploração de chefes babacas? Sonho de consumo da sociedade moderna.

Pois Karin (interpretada de forma muito competente por Rafaela Mandelli e que até me fez esquecer da Nanda de ‘Malhação’) resolve tomar as rédeas de sua profissão e dissecar estratégias para garantir uma clientela fixa e luxuosa que andava cada vez mais escassa. Ela era considerada uma das melhores do ramo pois sabia exatamente o que dizer, fazer e esconder para agradar aos clientes mas, por conta da idade, andou um pouco desvalorizada no mercado.  Continua…

Publicado em TV

E a segunda temporada chegou!

will

Lembram que o primeiro post deste blog foi sobre The Newsroom?

Pois hoje estreia a segunda temporada da série na HBO. Segue o texto que escrevi no Spoiler sobre o assunto:

“É unanimidade nacional falar mal dos jornalistas. Quer dizer, unanimidade mundial. Chega a ser clichê ouvir que “a imprensa é um lixo”, “a imprensa é manipuladora” e blablabá.

Eu, como jornalista, sempre tento defender a classe, apesar de alguns colegas não ajudarem muito a manter uma boa imagem. Sim, existem profissionais ruins assim como existem profissionais bons e isso em todas as profissões, mas é claro que a exposição do trabalho jornalístico é maior do que muitas outras.

Pois Aaron Sorkin, criador e roteirista de grandes séries feitas nos Estados Unidos (West Wing e Studio 60) resolveu mostrar os bastidores de um jornal de canal a cabo feito em Nova Iorque. “

Para continuar, clique aqui!

Publicado em Seriados

Hello, Sweetie

478343-river_song_and_the_doctor

Hoje foi dia de falar sobre um dos meus amores recentes no Spoiler: Doctor Who.

“Doctor Who foi criado em 1963 pela BBC (emissora de TV pública do Reino Unido) para estimular a curiosidade por ciências e história nas crianças. Seguindo assim, como um seriado “família”, ele ficou no ar até 1989. Após uma tentativa frustada de retomar a história com um longa metragem em 1996, finalmente a produção, comandada por Russel T Davis, tomou fôlego e em 2005 foi iniciada uma nova “leva” de temporadas – sete até o momento.

Não vi as primeiras 26 temporadas portanto não sou uma super nerd que sabe absolutamente todas as nuances e detalhes da trama desde os primórdios. Mas devorei – em um curto espaço de tempo – o que foi produzido no século 21 e posso afirmar com propriedade que é viciante, apaixonante e fica melhor com o passar do tempo”.

Para ler o resto, é só clicar aqui!

Publicado em TV

Síndrome de Malhação

meninas

Acabei de ver uma matéria no site da Caras falando sobre um filme baseado em Confissões de Adolescente. Sempre digo que Anos Incríveis é a série da minha vida mas a história que foi dirigida por Daniel Filho nos anos 90 tem um lugar ainda mais especial no meu coração: era muito próxima da minha realidade, apesar de eu não morar no Rio nem viver com 3 irmãs e um pai solteiro.

Mas as questões problemáticas, as dúvidas, inseguranças, as viagens, festinhas, as músicas e até mesmo algumas peças de roupa (eu tinha uma camiseta igual a de uma das personagens) tinham tudo a ver com minha vida de pré-adolescente.

Eu me vestia como Carol (interpretada por uma jovem e nada famosa Deborah Secco); parecia um menino desengonçado mas achava que era um estilo super legal e confortável, apesar de espantar os garotos.

E adorava Diana (Maria Mariana, autora do livro que inspirou a série), Bárbara (Georgiana Góes) e Natália (Daniele Valente). Gostava muito mesmo de todas, cada uma vivendo uma etapa diferente, sendo de um jeito diferente, passando por vários perrengues e crises. Nossa, como eu adorava tudo aquilo. Na escola eu até montei com minhas colegas uma peça de teatro baseada nos textos do livro.

E só de olhar para a escolha do elenco principal do filme eu já acho que vai ser uma porcaria. Todas têm cara de atrizes de Malhação – se duvidar, foi de lá que saíram.

Seria tão mais legal usar as atrizes originais e mostrar que tipo de “adultas” elas se tornaram… espero que eu esteja muito errada, mas dificilmente terei vontade de ir até o cinema para ver o que foi feito com Confissões de Adolescente. Prefiro juntar dinheiro e comprar o box com a série original.