Receitas para flutuar

charles-chaplin

Pedi demissão e cortei fora quilos de cabelo. Será esse o caminho para retirar o peso dos ombros e da cabeça? Não sei. O que posso dizer é que toda tentativa em busca da felicidade é válida.

Sim, estou numa “vibe” biscoito da sorte, mas tenho pensando nisso há muitos meses. Vale mais estar em um emprego que te paga um salário todo mês e junto com ele – descontado do tal salário – vem plano de saúde, plano odontológico, vale transporte, um dinheiro para poupança, o estímulo de saber que é possível fazer compras parceladas e a ocupação diária que traz a sensação de utilidade na vida ou sentir prazer durante 8 ou mais horas por dia?

O peso das responsabilidades, do aluguel, TV a cabo, conta do celular, academia, terapia, aula de inglês, cinema, shows, viagens é muito grande quando tudo isso não “brota” de risos, orgulho próprio e vontade de pular da cama todo dia, se arrumar e fazer aquilo que você sabe que tem que ser feito.

Eu sei que o trabalho perfeito não existe. Sei que nem sempre tudo são flores, brigadeiros e água salgada. Mas eu também sei que dentro da rotina massacrante de cumprir horários, ordens e obrigações, o mínimo de realização pessoal, que vem junto com a profissional, deve existir. É saber que o dia pode ter sido terrível mas que vale a pena.

Por isso queridos leitores e queridas leitoras é que aconselho um tiquinho de irresponsabilidade saudável na vida, se essa vida não se parece com a que você gostaria de ter. É pensar bem – apesar de parecer o contrário de “ser irresponsável” – para decidir o que te faz feliz. E mudar radicalmente se for preciso. Ou ficar radiante, nem que seja por alguns minutos, por perceber que você escolheu um caminho certo, que te faz bem, que te realiza em aspectos que você considera importantes para a sua vida.

Daqui a alguns meses posso até virar uma burocrata cinza e sem vida, batendo cartão e contabilizando os ganhos da conta bancária; evito, mas não prevejo o futuro para dizer nunca. O que tenho para hoje é a sensação de desespero pelo dinheiro que não entrará na conta corrente no próximo mês versus a infinidade de possibilidades que a vida tem para me oferecer. E espero que ela seja generosa. E bem-humorada.

Anúncios

Um comentário sobre “Receitas para flutuar

  1. Muito bem…o titulo é pura poesia…só falta agora, descobrir o caminho do Papá-Dendê…beijinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s